Friday, I'm in love: Still I Rise - Maya Angelou

by - abril 27, 2018

Resultado de imagem para maya angelou
FOTO: Link

Eu gosto muito de poesia. Quando era mais nova, não sabia apreciar ao certo quais eram os versos que me faziam sentir mais ou menos. Mas isso mudou depois que conheci alguns autores simplesmente fenomenais. Hoje, decidi compartilhar com vocês uma poesia que ouvi pela primeira vez no aniversário da autora Maya Angelou, graças ao Google e sua homenagem. Uma postagem rápida? Sim. Porém com um significado gigantesco. Espero que gostem tanto quanto eu.

Maya Angelou nasceu em St. Louis, Missouri, Estados Unidos, no dia 4 de abril de 1928. Nascida Marguerite Ann Johnson, Maya era o apelido de infância e Angelou foi o sobrenome de um de seus maridos. Maia exerceu diversas profissões – foi atriz e até condutora de bonde. Atuou nos movimentos de Martin Luther King e Malcolm X. Nos anos 60 viveu no Egito e em Gana, trabalhando para os movimentos de direitos civis. FONTE: Pensador.

*O vídeo possui legendas. O poema começa aos 42 segundos.*


You may write me down in history
With your bitter, twisted lies,
You may trod me in the very dirt
But still, like dust, I'll rise.

Does my sassiness upset you?
Why are you beset with gloom?
'Cause I walk like I've got oil wells
Pumping in my living room.

Just like moons and like suns,
With the certainty of tides,
Just like hopes springing high,
Still I'll rise.

Did you want to see me broken?
Bowed head and lowered eyes?
Shoulders falling down like teardrops,
Weakened by my soulful cries?

Does my haughtiness offend you?
Don't you take it awful hard
'Cause I laugh like I've got gold mines
Diggin' in my own backyard.

You may shoot me with your words,
You may cut me with your eyes,
You may kill me with your hatefulness,
But still, like air, I'll rise.

Does my sexiness upset you?
Does it come as a surprise
That I dance like I've got diamonds
At the meeting of my thighs?

Out of the huts of history's shame
I rise
Up from a past that's rooted in pain
I rise
I'm a black ocean, leaping and wide,
Welling and swelling I bear in the tide.

Leaving behind nights of terror and fear
I rise
Into a daybreak that's wondrously clear
I rise
Bringing the gifts that my ancestors gave,
I am the dream and the hope of the slave.
I rise
I rise
I rise.

You May Also Like

16 Comentários

  1. Eu assisti uma série em que a Maya era citada, mas não lembro qual...
    Confesso não ser uma fã de poesia, mas admiro quem tem a habilidade de escrevê-las.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie,

    Não leio tanto poesias, porém é tão lindo quando o autor tem esse talento. ♥

    Abraços...

    http://submundosliterarios.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol, puxa eu nunca li nada da Maya Angelou, mas eu adoro essas homenagem do Google, são rápidas mas nos fazem conhecer pessoas brilhantes!

    Bjs, Mi


    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. AAAAAAA! Não consigo definir a alegria que foi poder abraçar cada pedacinho dessa sua postagem, Ca. Que lindeza, que intensidade, que abraço acalentador! Como poetisa e ser humano, o que mais sinto aqui é gratidão. Queria sentar em uma cafeteria pra gente bater um papo sobre a vida e poetar.

    semquases.com

    ResponderExcluir
  5. Não a conhecia mas fiquei apaixonada, que versos lindos!

    beijinho
    The Midnight Effect / Instagram

    ResponderExcluir
  6. Já fui muito fã de poesia, mas depois na idade adulta não sei o que aconteceu mas desinteressei-me, já há muito tempo que não leio poesia de verdade, daquele género que eu gosto! Essa é uma das autoras que tenho muita curiosidade, sobretudo pela sua importância.

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  7. Ótimo post!
    bjs
    http://www.pinkbelezura.com/

    ResponderExcluir
  8. "I rise, I rise, I rise..."

    Eu sou apaixonada por poesia, e quando ela nos toca tão intensamente assim, nos faz refletir é melhor ainda.
    Dá para ver toda a luta dela, e podemos ter certeza de que ela venceu toda vez por ter levantado sempre.

    Um grande abraço ~ Kami
    https://kamibicalho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Carol!
    Que poema forte!!! Eu não tenho o costume de ler poesias mas quero mudar isso. Comprei um livro do Pablo Neruda para começar, e a Maya Angelou está na lista de autoras que eu quero ler também.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  10. Que coisa mais linda! Gostei muito!!!

    beijos!

    https://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Eu tenho uns livros de poemas aqui em casa e adoro pegar pra dar uma lida pra me inspirar vez ou outra. Não conhecia Maya Angelou e amei esse poema do vídeo! Google e suas preciosidades.
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  12. Wow eu adorei essa poesia qual é realmente forte e tocante.
    Apesar de tudo sim, podemos nos levantar.
    Eu adoro poesias e leio mais pela internet. Quero muito ler em livros físicos, e vou tentar pegar algum na biblioteca da minha escola.
    Eu adorei você compartilhar isso com a gente ♡
    https://noitecer.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Poesias são bem interessantes né. Tem umas que têm sentimentos que entendemos mais e outra que entendemos menos. Mas todas acabam sendo interessantes e curiosas. Não conhecia a Maya mas achei legal conhecer mais sobre! A poesia é muito linda e motivadora. Até me identifiquei. Gostei de conhecer e obrigada por apresenta-lá para nós <33!

    Snack Cheese Visite nosso mundinho ~🍇 v i s i t e - n o s🍇

    ResponderExcluir
  14. Ultimamente estou lendo muita poesia, coisa que não fazia com tanta frequência antes. É um negócio louco, né? Mexe muito com meu emocional, dependendo de qual for.
    Eu já tinha ouvido falar da Maya pelo papel dela no movimento negro, mas nunca tinha lido/ouvido uma de suas poesias, e adorei! Vou sair daqui e procurar mais algumas, hehe.

    ResponderExcluir
  15. Que incrível, não conhecia mas adorei a escrita dela :*

    a-cacheada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá! Seja bem-vindo e sinta-se em casa. Ficarei imensamente feliz em ler sua opinião sobre essa postagem. Logo, logo, farei uma visitinha em seu blog para retribuir. ♥