Resenha Literária #4: Tartarugas até lá embaixo - John Green

by - janeiro 22, 2018

Foto: www

Comprei Tartarugas até lá Embaixo logo depois que lançou aqui no Brasil, mas acabou se tornando minha última leitura de 2017. Literalmente, porque eu terminei ele no dia 31 de dezembro. Mas não é por isso que eu deixaria de postar uma resenha por aqui, até porque um dos focos que pretendo dar ao blog (e a minha vida) esse ano, é investir em leitura/literatura. E digo isso tanto para a parte lida quanto para a parte escrita - todos vocês já sabem que eu quero escrever mais, como citei no meu post de metas
Aliás, fiquei muito feliz em saber que vários de vocês têm disponibilidade para ser leitores beta. Aguardem que eu vou entrar em contato, viu?

Resultado de imagem para tartarugas até lá embaixo

Título: Tartarugas até lá Embaixo
Autor: John Green
Páginas: 256
Editora: Intrinseca
Ano: 2017
Gênero: Literatura Internacional - Romances
SINOPSE: A história acompanha a jornada de Aza Holmes, uma menina de 16 anos que sai em busca de um bilionário misteriosamente desaparecido - quem encontrá-lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro - enquanto lida com o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).

Repleto de referências da vida do autor - entre elas, a tão marcada paixão pela cultura pop e o TOC, transtorno mental que o afeta desde a infância -, Tartarugas até lá embaixo tem tudo o que fez de John Green um dos mais queridos autores contemporâneos. Um livro incrível, recheado de frases sublinháveis, que fala de amizades duradouras e reencontros inesperados, fan-fics de Star Wars e - por que não? - peculiares répteis neozelandeses.

RESENHA: Conheci John Green de uma forma bem semelhante, creio eu, que a de quase todos por aqui: através de "A Culpa é das Estrelas". Li o livro em 2013, por aí, e como gostei da história, logo comprei "O Teorema Katherine", "Quem é você, Alasca?" e "Cidades de Papel". Em todos esses livros (inclusive no mais recente, "Tartarugas até lá Embaixo") John Green soube muito bem como me cativar através de uma escrita que considero como leve e fluída.

Pouco antes do lançamento de Tartarugas até lá Embaixo, John comentou no canal que compartilha com seu irmão, o vlogbrothers, que lida com TOC, assim como a protagonista da história do novo livro, e por esse motivo, esse talvez viesse a ser um dos seus livros mais pessoais.


O livro narra a história de Aza Holmes, menina de 16 anos que lida constantemente com o transtorno obsessivo-compulsivo e um medo terrível de ser contaminada com uma bactéria que pode matá-la. A leitura do livro foi uma experiência muito interessante pra mim, porque realmente consegui sentir que estava dentro do cérebro da protagonista e que sofria junto com ela toda a ansiedade pela qual ela estava passando. 

Ao mesmo tempo que pude me sentir íntima da personagem - o que eu achei incrível, porque, de fato, você precisa ser bom para fazer isso acontecer, acompanhei junto com ela e sua amiga Daisy uma aventura muito bacana para descobrir o que aconteceu com o milionário Davis Pickett, que desapareceu deixando seus dois filhos órfãos abandonados. Claro que elas não iriam atrás disso por nada, né? Há uma recompensa de cem mil dólares para quem encontrar alguma pista que leve ao paradeiro do homem.

A diagramação do livro é a diagramação padrão da Intrínseca, e confesso que gosto muito dela. As páginas são amareladas e o livro é pequeno, com poucas páginas e fácil de se carregar por aí. Enrolei um pouco para ler no começo, por isso acabei demorando mais tempo do que provavelmente levaria se entrasse direto no ritmo. Li mais da metade em cerca de dois dias e finalizei ele querendo mais, porque John Green é assim: uma escrita inteligente e que te deixa pensando no que acabou de ler por muito tempo. 

Eu não poderia encerrar a resenha sem desvendar o mistério do título, que eu acho simplesmente fascinante (e achei no blog da editora um gif maravilhoso que ficaria muito bem na postagem):  Circula na comunidade científica – Stephen Hawking conta isso no primeiro capítulo do livro Uma breve história do tempo – uma história sobre um renomado cientista que certa vez dava uma palestra sobre astronomia. Ele falava do modo como a Terra orbita o Sol e como o Sol, por sua vez, orbita o centro de uma vasta coleção de estrelas que chamamos de galáxia. Quando a palestra terminou, uma senhorinha se levantou e disse: “O que o senhor acabou de falar é bobagem. Na verdade, o mundo é um prato achatado apoiado no dorso de uma tartaruga gigante.” O cientista então perguntou em que a tal tartaruga gigante estaria apoiada e a senhorinha respondeu: “Em outra tartaruga. Uma tartaruga abaixo da outra. Há tartarugas até lá embaixo.” (fonte: intrinseca) O título é esse porque Aza define que seus pensamentos são como espirais que nunca terminam de afunilar. São como as tartarugas. Até lá embaixo. 


NOTA: ★★★★★

QUOTES: 

“… eu estava começando a entender que a vida é uma história que contam sobre nós, não uma história que escolhemos contar.” (pág. 9)
“O verdadeiro terror não é ter medo, é não ter escolha senão senti-lo.” (pág. 28)
“É como se, quando eu olhasse para mim mesma, não visse nada definido… só um monte de pensamentos, atos e contextos. E muitos na verdade nem parecem meus. Muitos pensamentos eu não quero pensar, muitas coisas eu não quero fazer, é mais ou menos isso. Quando procuro o que eu sou, nunca encontro.” (pág. 228)

“No fundo ninguém entende o que se passa com o outro. Está todo mundo preso dentro de si mesmo.” (pág. 228)
"E você faria isso, e, ao escrever, perceberia que amar não é uma tragédia ou um fracasso, mas um presente.
Você se lembra do seu primeiro amor porque os primeiros amores mostram - provam - que você pode amar e ser amada, que nada nesse mundo é merecido exceto o amor, que o amor é ao mesmo tempo como e por que você se torna uma pessoa." (pág. 265)

E aí, vocês já leram Tartarugas até lá Embaixo? O que pensam sobre o autor? Aguardo vocês nos comentários. 

You May Also Like

70 Comentários

  1. Oi, Carol. EU queria gostar do John Green, mas ao contrário de você que acha que as obras dele são fluídas e leves, eu acho todas enfadonhas. A única que gostei foi ACEDE, as demais que li detestei, infelizmente. Por isso não sinto vontade de ler outras obras dele.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, que pena! Já eu, acho A Culpa é das Estrelas uma das mais fracas. :(

      Excluir
  2. Nunca tive a oportunidade de ler as obras dele.

    Big Beijos,
    LULU ON THE SKY

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol, tudo bem? Infelizmente não sou mega fã do autor, mas quero muito ler o livro devido ao tema TOC, espero curtir <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tuuudo, e contigo? Hahaha tomara que goste desse!

      Excluir
  4. Tenho visto muitos comentários positivos sobre esse livro, quero muuuito ler, está na minha lista! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Não me dou bem com John Green haha então, não é algo que eu leria no momento. Porém, não descartaria. Mas, que bom que você curtiu!

    bjs
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  6. Caroline, ainda não li esse livro, mas tenho visto muitas resenhas positivas sobre!
    Está na lista para ser lido!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  7. Eu amei ler esse livro porque tenho TOC também, apesar de se manifestar diferente da personagem. Consegui sentir e compreender ela em todos os sentimentos mais profundos.. E é muito triste estar em uma espiral sem fim.. Ótima resenha :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, sério? Nossa, é ótimo quando a gente consegue se identificar, não? E concordo que é triste. :( Muuito obrigada!

      Excluir
  8. Oi, Carol!
    Menina, eu estou que nem a Mi ali em cima. Queria gostar do John Green pra ler esse livro, mas acabei me saturando do autor :(
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  9. Eu ja tinha ouvido falar, mas nunca parei pra saber do que se tratava. Eu adorei e fiquei bem interessada sobre ele. Gostei do seu blog.
    https://beperes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Estou a tempos querendo ler esse livro, só que havia me limitado a capa e ao título, agora com a resenha decidi que vou ler ainda essa semana
    Beijos
    lolamantovani.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi
    que bom que gostou dele, eu to mega curiosa em ler esse livro, estão falando mega bem dele, acho interessantes histórias que envolvem TOC, já li um livro muito bom com o tema.
    Gostei do comentário sobre o titulo no final.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é ótimo sim, e achei que soube desenvolver o tema muito bem!
      Beijo!

      Excluir
  12. Amo este livro! Sinceramente, já adorava o John Green e acredito que ele se superou ainda mais com este livro.
    É realmente fascinante.
    O significado do título do livro é realmente maravilhoso quando descobrimos no livro, não é?

    Adorei a resenha.

    Beijos,
    Magia é Sonhar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiiim! Somos duas! Achei incrível quando descobri!

      Excluir
  13. Oi Carol.
    Quero muito fazer a leitura desse livro, do autor sí li A culpa das estrelas há muitos anos atrás, e na época curti bastante, espero que seja assim com Tartarugas até lá embaixo.
    Beijos

    Divagando Palavras
    www.divagandopalavras.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que goste! Não deixe de ler os outros tbm! São ótimos!

      Excluir
  14. Oi Carol, tudo bom?
    Tenho visto muita gente falar que Tartarugas é o melhor livro do John, então minha hype com ele só aumenta! Ainda não consegui comprar, mas tá no carrinho pro próximo mês.
    Eu AMO a maneira como o John constrói os personagens, é a melhor característica das narrativas dele. São muito reais e cheios de vida, dá vontade de ser amiga da maioria <3

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se é o melhor, mas um dos melhores, com certeza! Uhuu!

      Excluir
  15. Oi, Carol!
    Esse foi a minha primeira leitura do ano e fiquei apaixonada.
    Concordo com você! Também me senti muito íntima da personagem e parecia que eu estava dentro de sua mente! Foi ótimo.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  16. Ahhh gostei muito de a culpa é das estrelas e de quem é vc alaska, esse eu ainda não li e nem sabia dele, mas já anotei aqui na minha listinha!
    Bjus
    Taty
    Na Casa dos Abrantes
    Canal
    Instagram

    ResponderExcluir
  17. Oi, Carol! Tudo bem? Esse já é o segundo blog que vejo falando desse livro do Green. É um dos poucos dele que ainda não li e confesso que estou muito curioso para lê-lo.

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo! E contigo? É bem bom, espero que goste quando ler!

      Excluir
  18. Eu vi muitaaas pessoas falando desse livro e fazendo resenhas. Eu até que gostei da história e finalmente alguém fez um post contando porque do título do livro, eu sempre fiquei curiosa em saber. Porém não entendi HAHAHAHAHHA, fiquei 'boiando' aqui e não entendi a referência, desculpa sou lerda.

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHA poxa! Que pena! Acho que só lendo pra entender, então!

      Excluir
  19. Olá Carol, tudo bem?
    Diferente de você eu não sou muito fã da escrita do John Green, já li todos os livros dele e não me senti encantada por nenhum deles, talvez apenas por Cidades de Papel, mas esse livro eu sinto uma vibe mais diferente por tratar de um assunto mais sério, eu quero conhecer mais a história, amei sua resenha!

    Estante Clássica

    ResponderExcluir
  20. Oi! Que tal?,
    Gostei dá entrada, foi ótimo.
    Acabei para seguir seu blog, você me seguiria de volta?...

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  21. Oii Carol, gosto muito dos livros do autor, e a cada resenha fico mais curiosa para ler esse, acho que irei amar.
    -Beijos,Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Eu gostei desse livro, mas confesso que esperava muito mais, tinha muitas expectativas, mas já estou habituado a frustrar-me com os livros do John Green.

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  23. Oie Carol =)

    Confesso que depois de ACEDE eu não me interessei por mais nenhuma obra do Green. Não sei, simplesmente não me chamam a atenção.

    Li algumas resenhas bem positivas desse livro e outras nem tanto, por isso fico feliz que você tenha aproveitado a leitura ^^

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library

    ResponderExcluir
  24. Oi Carol!
    Quero muito ler esse livro! Que legal saber que o autor conseguiu passar bem como o personagem se sentia.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  25. Deu curiosidade! Parece ser bom!
    http://www.nossomosmoda.com/2018/01/coluna-internacional-por-leniliz_11.html

    ResponderExcluir
  26. Dos livros do John Green o único que me interessei em ler e gostei foi o "Quem é Você, Alasca?". Agora esse me chamou atenção, ainda mais pelo vídeo.
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha que bom que consegui passar isso pra você!

      Excluir
  27. Oi, Carol

    Que bom que a sua relação com o autor é boa. Eu não consigo gostar da escrita dele, li ACEDE e achei fofo, mas nada espetacular, e depois não consegui me interessar por mais nenhum título.
    Não sabia do significado do título do livro. Eu tinha curiosidades para saber o porquê do nome, agora sei. Hahaha

    Beijocas
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É boa sim, felizmente! Hahaha os outros são bemmmm melhores que ACEDE!

      Excluir
  28. Oi! Eu adoro os livros do autor e fiquei feliz com a chegada desse, pois pensei que ele não ia lançar mais nada. Não vejo a hora de ler.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  29. Minha maior curiosidade em torno deste livro era o seu título, e de todas as resenhas que li seu blog foi o único que explicou, obrigada por finalmente matar minha curiosidade! Eu li apenas A Culpa é das Estrelas e o autor não me conquistou com o livro, mas vejo tantas resenhas positivas de Tartarugas até lá Embaixo que fico bem curiosa e afim de dar uma segunda chance para John!

    www.estante450.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahah fico tãoooo feliz em ler isso! <3 Espero que goste desse!

      Excluir
  30. Ano passado eu consegui alcançar a minha meta de leitura, mas, em 2018 eu quero ler muito mais do que eu li no ano passado, e Tartarugas Até Lá Embaixo é um livro que está na minha lista para futuras leituras. Eu nunca li nenhum livro do autor, na verdade, comecei a ler A Culpa é das Estrelas, mas abandonei, a leitura não fluiu. Quando fiquei sabendo que Tartarugas Até Lá Embaixo trata-se de uma protagonista com TOC e Ansiedade eu me identifiquei, por que sofro a anos com estes mesmo problemas.
    Enfim, amei a resenha e principalmente pela explicação sobre o título do livro, afinal, essa curiosidade estava me sufocando, hahaha.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muita força pra gente pra concluir as metas, então! Tomara que goste desse! Obrigadaaa!

      Excluir
  31. Oi, Carol!
    Eu nunca pensei que me tornaria leitora de John Green, estou lendo um 3º livro dele e acho que com certeza lerei esse também. Gostei muito da resenha e parece ser uma leitura muito interessante. Já está na lista!

    Beijos,
    ahamare.blogspot.com

    p.s.: vamos montar um projetão sim!!!

    ResponderExcluir
  32. Oi Carol, tudo bem?

    Eu li a Culpa é das estrelas pouco antes de estrear o filme e apesar de eu ter achado a história até boa, não me dei bem com a escrita do autor. Claro que ele tem passagens lindíssimas e reflexivas, porém sick lit pra mim só em filmes, tanto que amei o filme chorei que nem louca e ainda choro quando assisto. Xero!!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Oii, já ouvi falar do livro e estou bem interessada! Gostei muito da resenha ^_^
    Beijos ❤

    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  34. Oi Carol, tudo bem?
    Eu curti bastante esse livro... não foi a melhor leitura do John Green, mas é bem interessante, principalmente os assuntos abordados como o TOC.
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir

Olá! Seja bem-vindo e sinta-se em casa. Ficarei imensamente feliz em ler sua opinião sobre essa postagem. Logo, logo, farei uma visitinha em seu blog para retribuir. ♥